Tag: the flash
critica-filme-liga-da-justica

Não dá para salvar o mundo sozinho. Um lema que também se aplica ao universo da DC Comics no cinema. Depois de fracassar com “Batman Vs. Superman: A Origem da Justiça” e perceber o quanto “Mulher-Maravilha” se diverge dos filmes anteriores do estúdio e agrada tanto à critica quanto ao público, o diretor Zack Snyder pareceu entender que estava na hora de mudar as regras do jogo em “Liga da Justiça“. Mesmo que quase tarde demais.

E para isso, ele não trabalhou sozinho. Contou com a ajuda do já experiente Joss Whedon, que de acordo com declarações do produtor Charles Roven, regravou cerca de 20% do longa. Não dá para salvar uma franquia sem contar com uma ajudinha, né? E neste caso, fez toda a diferença!

Liga da Justiça” é mais um acerto da DC Comics, mas nem de longe o resultado é tão consistente quanto “Mulher-Maravilha”, lançado em junho deste ano. A primeira parte da projeção acaba incomodando por seu ritmo mais acelerado e sua aparente bagunça ao introduzir os novos integrantes do time de super-heróis. Ao optar pela estratégia de lançar o filme da Liga antes de apresentar o Flash, o Aquaman e o Ciborgue ao grande público, Znyder aceitou o risco de parecer apressado demais ao contar a história de cada um deles. Sem o apoio de uma boa edição, definitivamente foi um dos grandes erros do longa.

O vilão também surge de forma apressada, sem muitos rodeios e até mesmo explicação plausível. Enquanto ainda conhecemos os novos heróis, o Lobo da Estepe já reunia seu exército de “insetos” estranhos e mal feitos para recuperar as caixas maternas. O mundo sem o Superman, que até então continua morto e enterrado, fica mais suscetível aos ataques do Lobo e seus aliados, que são atraídos pelo medo da população desamparada.

critica-filme-liga-da-justica2

Quando a Liga da Justiça finalmente entra em ação, podemos conhecer melhor os novos personagens e reencontrar outros rostos já conhecidos. Bruce está mais Bruce do que nunca e até mais engraçado. Por incrível que pareça, ele também é um dos responsáveis pelo alívio cômico. E pela situação inusitada, já que sempre o vimos como uma figura mais séria, acaba tornando-se realmente engraçado. A nossa Diana também está de volta, e apesar de não parecer tão feminista e empoderada quanto no filme lançado em junho (isso se deve principalmente ao trabalho de direção de Snyder, que insiste em sexualizar as mulheres nos longas de ação), assume seu papel de liderança ao tentar reunir os heróis para salvar o mundo.

O novato Flash, interpretado pelo maravilhoso Ezra Miller, está do jeito que já imaginávamos. Ele é o próprio alívio cômico e se todas as suas piadas dão certo ou não, depende de cada espectador. O que às vezes funcionava para muitos na sala de cinema, não tinha o mesmo efeito sobre mim. O Aquaman, interpretado por Jason Momoa, não tem o mesmo tempo de tela que o Flash, por exemplo, mas também não decepciona. Seu estilo peculiar e mais grosseirão faz um ótimo contraponto às outras personagens. Ele é sério demais para ser engraçado e engraçado demais para ser sério. Entenda como quiser! E por último, o Ciborgue, interpretado por Ray Fisher, que sofreu com a quantidade excessiva de informações em sua apresentação, mas conseguiu dar a volta por cima ao ser uma das peças fundamentais na luta contra o Lobo.

E o Superman? Sim, ele está lá e é um dos responsáveis pela reviravolta que “Liga da Justiça” tem aos 45 minutos do segundo tempo. Ao trazer a personagem de volta, a história dá um upgrade e nos faz imergir em um universo divertido, interessante e nos deixa com gostinho de quero mais para os próximos filmes. Finalmente temos o bom e velho Superman em cena, com toda sua grandiosidade tão característica de uma personagem tão antiga e respeitada. Ele é o maior herói de todos e finalmente fez valer o seu título. Sua chegada influencia diretamente todos os heróis, e até mesmo a Mulher-Maravilha muda de posição, assumindo de uma vez por todas a sua liderança.

critica-filme-liga-da-justica3

A Liga da Justiça finalmente reunida nos faz lembrar as clássicas animações do time, nos levando a um sentimento de nostalgia. Se no início a quantidade de informações incomodava, agora tudo fica mais leve, divertido e empolgante. E você se pergunta: “por que não foi assim desde o começo?“.

Não sabemos até que ponto a entrada de Jossh Whedon influenciou diretamente no resultado do longa, mas é perceptível a mudança de tom do primeiro para o segundo ato, ou pós-retorno do Superman. É perceptível também a tentativa de mudança no ritmo, tentando ficar mais parecido com o que vimos em “Mulher-Maravilha“, o que tornou-se bastante satisfatório para a narrativa. O resultado final acaba agradando, nos fazendo esquecer a primeira impressão bagunçada. Nos deixou com um gostinho de quero mais e com a esperança mais do que viva no universo compartilhado da DC Comics do cinema.

arrow-e-the-flash-vao-entrar-em-hiatus-assista-aos-trailers-dos-ultimos-episodios-do-ano

Quem é seriador de carteirinha sabe que quando chega o período das festas de fim de ano, a maioria das séries norte-americanas entra em hiatus, fazendo aquela clássica pausa para que os americanos possam curtir os dias de folga sem perder os episódios inéditos. Pra gente isso não é nada legal, mas temos que concordar que assistimos seriados de um jeito diferente. Eles acompanham ao vivo, como se fossem as nossas novelas por aqui. Não é à toa que a Rede Globo, por exemplo, costuma encher linguiça em suas novelas durante a semana de festa.

O próximo episódio de “Arrow“, “Dark Waters”, será exibido amanhã, dia 9 de dezembro, na TV dos Estados Unidos. Esse será o último episódio do ano, com retorno previsto para o início de 2016 (a data ainda não foi divulgada). Os fãs estão no aguardo pelo confronto entre o vilão Damien Darhk e Oliver. E ainda tem uma surpresinha nada legal para os fãs de Olicity!

Assista ao trailer completo:

E quem se despede hoje, dia 8, é o homem mais rápido do mundo. Na midseason finale da série “The Flash“, “Running to Stand Still“, Mark Mardon, o Assistente do Tempo (Liam McIntyre), retorna para um acerto de contas com o Capitão Frio (Wentworth Miller). Barry deve se virar em trinta para fazer com que esses vilões não destruam Central City durante o Natal. Enquanto isso, Joe e Iris conhecer Wally West (Keiynan Lonsdale). Já deu pra ver que esse episódio vai ser muito bom, né? Assista ao trailer:

Sua série preferida já entrou em hiatus? A dica é aproveitar o período para colocar outras em dia e fazer super maratonas. Até a próxima!

teaser-da-2a-temporada-de-the-flash-com-jay-garrick

A 2ª temporada de “The Flash” só estreia no dia 6 de outubro, mas não estamos mais aguentando de tanta ansiedade.

Depois de um ótimo primeiro ano (que deixou todo mundo meio que surpreso, né?), os novos episódios prometem intensificar o ritmo da história, contando com a presença de vários novos personagens, incluindo até o Jay Garrick, o Flash da era de ouro da Terra-2! Mas isso vocês já sabem porque comentei aqui logo depois do painel do seriado durante a Comic-Con 2015.

Para quem não sabe, Jay Garrick fez sua primeira aparição nos quadrinhos em 1940 na revista “Flash Comics # 1“. Quando Barry Allen surgiu 16 anos mais tarde, se inspirou em Jay para criar sua identidade de super-herói, The Flash. Eles acabaram se reunindo quando descobrimos que haviam Terras paralelas, Terra-1 e da Terra-2, e Jay ocupava esta segunda.

Na série, ele será interpretado por Teddy Sears (de “Masters of Sex” e “Raising The Bar”), e aparecerá, primeiramente, como uma figura misteriosa que chega à Central City para avisar Barry Allen e sua equipe do Star Labs de um perigo iminente que sozinho não é capaz de controlar.

O novo teaser trailer, lançado ontem, nos mostra Jay pela primeira vez em cena. Assista:

Além do teaser, temos também um pôster super legal fazendo referência ao primeiro rapidinho dos quadrinhos:

poster-segunda-temporada-the-flash

Ansioso para a nova temporada? Deixe seu comentário! Nos vemos depois! :)

painel-de-the-flash-comic-con-2015

O painel da série “The Flash” terminou agora a pouco na Comic-Con 2015. Foi divulgado um trailer que recapitula a 1ª temporada e finaliza com as primeiras cenas dos novos episódios, incluindo a presença de um novo vilão.

Veja o que rolou na Comic-Con:

Entre as novidades da 2ª temporada, foi confirmado que o ator Teddy Sears interpretará Jay Garrick, o primeiro Flash. Aqui no Brasil ele é conhecido como Joel Ciclone, um dos nomes mais escrotos de todos os tempos. Só não mais escroto que seu uniforme, uma calça azul, uma camiseta vermelha e pasmem… um capacete com asas! O personagem fez sua primeira aparição ainda na década de 40. Não sabemos como será sua participação em Flash, mas se for seguindo as atuais HQs, Jay pode tornar-se um mentor de Barry. (No vídeo, ouvimos Jay alertar Barry de um grande perigo)

Outro ponto destacado durante o painel foi a presença do Professor Zoom. O produtor Kreisberg revelou que o personagem é ainda mais rápido que o Flash Reverso. Para quem não sabe, nos quadrinhos, ele é o segundo Reverso e um dos maiores inimigo do Flash. Ele será o principal vilão desta temporada.

Mais uma novidade é a presença de Patty Spivot, novo interesse amoroso de Barry. Ela será interpretada por Shantel VanStanten! A personagem chega em uma boa hora e promete dar um up na vida do nosso herói.

O Cisco também foi comentado e segundo os produtores, ele passará por mudanças na próxima temporada. Ele finalmente vai se tornar o Vibro? Para quem não sabe, ele é um dos integrantes da Liga da Justiça e possui vários poderes incríveis, entre eles, criar ondas de vibração destrutivas, o permitindo rachar objetos, concretos e aço. Está na hora, né?

E essa novidade é ainda mais incrível! O Wally West, o terceiro Flash, também vai aparecer na 2ª temporada. (Que coisa sensacional é essa?) Nos quadrinhos, ele é o sobrinho Barry, que ganha poderes ao sofrer um acidente com os mesmos produtos químicos que haviam transformado seu tio num herói.

Veja o trailer:

Muito bom, né? O que vocês acharam?

theflash_supergirl_7

Supergirl e Flash juntos? Por enquanto apenas na próxima edição da revista “Variety“! Mas será que isso é um sinal de crossover pela frente? Vamos torcer que sim!

Os dois super-heróis, interpretados por Grant Gustin e Melissa Benoist, dividem a capa com o produtor Greg Berlanti, criador dos atuais sucessos da DC Comics no canal CW. Ele agora assume a produção da série da Supergirl, no CBS, e comemora os bons resultados da empresa na televisão americana.

Veja a capa na íntegra:

capa-variety-herois

Sabemos que as duas séries são de canais diferentes, mas depois dessa super-capa, não tem como não ficar esperançoso com um possível crossover, né? Berlanti disse que a ideia de um possível encontro entre esses personagens está um pouco distante, mas não é impossível. Primeiramente a Supergirl precisa conquistar seu espaço, assim como o Flash conseguiu ao longo de uma temporada de muito sucesso na emissora concorrente.

 Veja mais fotos:

theflash_supergirl_2 theflash_supergirl_3 theflash_supergirl_5 theflash_supergirl_6 (1)

E por falar no Flash, o canal CW divulgou mais um clipe da season finale, intitulada de “Fast Enough“, que será exibida no dia 19 de maio nos Estados Unidos. Veja abaixo:

Adoramos o ensaio! Que venha a 2ª temporada de “The Flash” e a estreia da “Supergirl“… Por falar nisso, você sabe por que o mundo precisa de uma série da prima do Superman? Clique aqui e entenda!

trailer-de-legends-of-tomorrow-traz-um-encontro-epico-de-super-herois

Legends of Tomorrow“, nova adaptação de super-heróis do canal CW baseada no Universo da DC Comics, estreia nos EUA apenas no início de 2016, mas já teve seu primeiro trailer divulgado – e não é que ficou muito bom?

A série é um spin-off de “Arrow” e “The Flash” e acompanha Rip Hunter, um viajante do tempo que após ter visto o futuro, recebe a difícil tarefa de montar um grupo diferente, composto tanto por heróis quanto vilões, para enfrentar uma ameaça destrutora, onde não só o planeta está em jogo, como o próprio tempo também. Será que eles serão capazes de combater essa temida ameaça?

Para preparar terreno para o novo seriado, a season finale de “Arrow“, exibida ontem, 13, nos Estados Unidos, despediu-se de Ray Palmer, interpretado por Brandon Routh, um dos protagonistas do novo grupo de super-heróis. Sua saída foi definitiva e deu pistas do que os fãs podem esperar do spin-off.

Na season finale de “The Flash“, que será exibida apenas no dia 19, vamos também conhecer a Mulher-Gavião/Kendra Saunders, outra peça importante das “lendas do amanhã”. E não só ela, outros importantes personagens farão participação nesse último episódio: além do Barry Allen (claro), Oliver Queen, Dr. Martin Stein, Kendra Saunders, Ray Palmer, Leonard Snart e até ela… Sara Lance! Voltou dos mortos, filha? Tudo indica que sim!

Veja a imagem promocional:

legends-of-tomorrow

Veja agora o trailer:

Mais alguém ficou sem fôlego depois desse trailer? Queremos essa estreia pra ontem!

“Legends of Tomorrow” ainda não tem data de estreia definida. 

123