Tag: dc comics
critica-filme-liga-da-justica

Não dá para salvar o mundo sozinho. Um lema que também se aplica ao universo da DC Comics no cinema. Depois de fracassar com “Batman Vs. Superman: A Origem da Justiça” e perceber o quanto “Mulher-Maravilha” se diverge dos filmes anteriores do estúdio e agrada tanto à critica quanto ao público, o diretor Zack Snyder pareceu entender que estava na hora de mudar as regras do jogo em “Liga da Justiça“. Mesmo que quase tarde demais.

E para isso, ele não trabalhou sozinho. Contou com a ajuda do já experiente Joss Whedon, que de acordo com declarações do produtor Charles Roven, regravou cerca de 20% do longa. Não dá para salvar uma franquia sem contar com uma ajudinha, né? E neste caso, fez toda a diferença!

Liga da Justiça” é mais um acerto da DC Comics, mas nem de longe o resultado é tão consistente quanto “Mulher-Maravilha”, lançado em junho deste ano. A primeira parte da projeção acaba incomodando por seu ritmo mais acelerado e sua aparente bagunça ao introduzir os novos integrantes do time de super-heróis. Ao optar pela estratégia de lançar o filme da Liga antes de apresentar o Flash, o Aquaman e o Ciborgue ao grande público, Znyder aceitou o risco de parecer apressado demais ao contar a história de cada um deles. Sem o apoio de uma boa edição, definitivamente foi um dos grandes erros do longa.

O vilão também surge de forma apressada, sem muitos rodeios e até mesmo explicação plausível. Enquanto ainda conhecemos os novos heróis, o Lobo da Estepe já reunia seu exército de “insetos” estranhos e mal feitos para recuperar as caixas maternas. O mundo sem o Superman, que até então continua morto e enterrado, fica mais suscetível aos ataques do Lobo e seus aliados, que são atraídos pelo medo da população desamparada.

critica-filme-liga-da-justica2

Quando a Liga da Justiça finalmente entra em ação, podemos conhecer melhor os novos personagens e reencontrar outros rostos já conhecidos. Bruce está mais Bruce do que nunca e até mais engraçado. Por incrível que pareça, ele também é um dos responsáveis pelo alívio cômico. E pela situação inusitada, já que sempre o vimos como uma figura mais séria, acaba tornando-se realmente engraçado. A nossa Diana também está de volta, e apesar de não parecer tão feminista e empoderada quanto no filme lançado em junho (isso se deve principalmente ao trabalho de direção de Snyder, que insiste em sexualizar as mulheres nos longas de ação), assume seu papel de liderança ao tentar reunir os heróis para salvar o mundo.

O novato Flash, interpretado pelo maravilhoso Ezra Miller, está do jeito que já imaginávamos. Ele é o próprio alívio cômico e se todas as suas piadas dão certo ou não, depende de cada espectador. O que às vezes funcionava para muitos na sala de cinema, não tinha o mesmo efeito sobre mim. O Aquaman, interpretado por Jason Momoa, não tem o mesmo tempo de tela que o Flash, por exemplo, mas também não decepciona. Seu estilo peculiar e mais grosseirão faz um ótimo contraponto às outras personagens. Ele é sério demais para ser engraçado e engraçado demais para ser sério. Entenda como quiser! E por último, o Ciborgue, interpretado por Ray Fisher, que sofreu com a quantidade excessiva de informações em sua apresentação, mas conseguiu dar a volta por cima ao ser uma das peças fundamentais na luta contra o Lobo.

E o Superman? Sim, ele está lá e é um dos responsáveis pela reviravolta que “Liga da Justiça” tem aos 45 minutos do segundo tempo. Ao trazer a personagem de volta, a história dá um upgrade e nos faz imergir em um universo divertido, interessante e nos deixa com gostinho de quero mais para os próximos filmes. Finalmente temos o bom e velho Superman em cena, com toda sua grandiosidade tão característica de uma personagem tão antiga e respeitada. Ele é o maior herói de todos e finalmente fez valer o seu título. Sua chegada influencia diretamente todos os heróis, e até mesmo a Mulher-Maravilha muda de posição, assumindo de uma vez por todas a sua liderança.

critica-filme-liga-da-justica3

A Liga da Justiça finalmente reunida nos faz lembrar as clássicas animações do time, nos levando a um sentimento de nostalgia. Se no início a quantidade de informações incomodava, agora tudo fica mais leve, divertido e empolgante. E você se pergunta: “por que não foi assim desde o começo?“.

Não sabemos até que ponto a entrada de Jossh Whedon influenciou diretamente no resultado do longa, mas é perceptível a mudança de tom do primeiro para o segundo ato, ou pós-retorno do Superman. É perceptível também a tentativa de mudança no ritmo, tentando ficar mais parecido com o que vimos em “Mulher-Maravilha“, o que tornou-se bastante satisfatório para a narrativa. O resultado final acaba agradando, nos fazendo esquecer a primeira impressão bagunçada. Nos deixou com um gostinho de quero mais e com a esperança mais do que viva no universo compartilhado da DC Comics do cinema.

ben-affleck-e-confirmado-como-diretor-do-novo-filme-solo-do-batman

Em julho do ano passado tinha comentado por aqui sobre a possibilidade do Ben Affleck escrever, dirigir e protagonizar o novo filme solo do Batman. Alguns meses depois, eis que a Warner Bros. finalmente confirmou o novo intérprete do Morcegão na cadeira de diretor. Isso que é moral, não é?

Como já sabemos que o cara tem muito talento para a direção e, depois de várias críticas positivas para a sua atuação em “Batman Vs. Superman: A Origem da Justiça“, ficou ainda mais fácil defender esse novo cargo. A confirmação foi feita ontem, dia 12, pelo CEO do estúdio, Kevin Tsujihara, durante painel na CinemaCon 2016.

Atualmente o ator está concentrado nas filmagens de “Liga da Justiça – Parte 1“, que deve chegar aos cinemas em 2017. Affleck se junta ao companheiros da Liga da Justiça: Henry Cavill como Superman, Gal Gadot como Mulher Maravilha, Jason Momoa como Aquaman, Ray Fisher como Cyborg, e Ezra Miller, The Flash. O elenco também conta com Amber Heard, que vai interpretar a Rainha Mera. Os fãs esperavam que ela fosse aparecer apenas no filme solo do Aquaman, mas como a ideia é fazer um universo interligado, assim como a Marvel, faz todo sentido sua primeira aparição na reunião dos super-heróis. JK Simmons também está confirmado no papel Comissário Gordon.

O primeiro filme da Liga da Justiça é dirigido por Zack Snyder e estreia dia 12 de novembro de 2017. Já a próxima aventura solo do Batman não ganhou data de estreia.

trailer-final-de-batman-vs-superman5

Com tantos filmes de super-heróis estreando nos cinemas em 2016, certamente “Batman Vs Superman: A Origem da Justiça” é um dos mais comentados e aguardados. Não é todo dia que o Batman resolve enfrentar o Homem de Aço nas telonas, não é? E de quebra, como se essa luta épica não fosse o suficiente, ainda temos a primeira aparição da amazona Mulher-Maravilha.

Mas isso tudo vocês já sabem, estou apenas tentando fazer uma introdução digna do trailer final lançado hoje mais cedo pela Warner Bros. Sério, é muito melhor de tudo que vimos até aqui e eu não poderia estar mais ansioso e nervoso por essa estreia. Falta quanto tempo mesmo?

trailer-final-de-batman-vs-superman

Não podemos questionar a capacidade de Zack Snyder (o diretor) de fazer uma boa briga acontecer. E já nos primeiros segundos deste vídeo deixou bem claro que o negócio não está para brincadeira. O Batman de Ben Affleck é um veterano extremamente habilidoso e inteligente, com força suficiente para derrubar uma sala inteira de homens armados. Sem contar que ele tem uma sintonia incrível com o seu fiel escudeiro Alfred, dessa vez interpretado por Jeremy Irons.

Não estamos falamos de um novato, mas sim de um Morcegão muito experiente e muito bem treinado, não é à toa que ele quer mesmo derrotar o Superman de Henry Cavill. E é aí que o trailer desenrola. O cara tá obcecado com o filho de Krypton!

trailer-final-de-batman-vs-superman2

Outro detalhe que percebemos neste vislumbre é que o Batman tem muito mais tempo em cena. Seria talvez por sua popularidade? Por causa da última trilogia assinada pelo mestre Chris Nolan que deixou todo mundo de queixo caído? Parece que o Snyder quer provar que a escolha de Affleck foi correta e que ele pode sim representar o vigilante no cinema.

trailer-final-de-batman-vs-superman3

E o mais interessante é que o trailer é todo na perspectiva do Batman, ou de quem estaria por fora da luta, mas ainda do lado pró-Batman. O Superman é só uma figura que põe medo na sociedade, que desafia o Morcego e que precisa ser combatida. Onde está o herói bonzinho que tanto conhecemos? Cadê seu direito de resposta?

trailer-final-de-batman-vs-superman4

E como falei lá no comecinho do post, a Mulher-Maravilha também aparece aqui e mais uma vez me provoca arrepios. Sua aparição é tão forte que não dá para não mandar um “CHUUUUPAAA“, mesmo que mentalmente, aos haters que não confiaram na escolha de Gal Gadot para o papel. E tudo isso por causa do corpo? A super-heroína é muito mais do que um corpo torneado. Envolve personalidade, muita atitude e sangue nos olhos. Gal mostra que tem tudo isso! Ela está incrível e tão interessante que o filme poderia ser apenas dela. (Mas o que é da Mulher-Maravilha de direito está quase chegando!!!)

Assista ao trailer:

Batman Vs. Superman: A Origem da Justiça” também é estrelado por Jesse Eisenberg como Lex Luthor, Amy Adams, Holly Hunter, Laurence Fishburne, Scoot McNairy, Jason Momoa  e Diane Lane. O filme estreia dia 24 de março deste ano!

superman-arranca-a-mascara-do-batman-em-teaser-do-novo-trailer-de-batman-vs-superman

Alguém ajuda que eu não estou passando bem depois do teaser do novo trailer de “Batman Vs. Superman: A Origem da Justiça“.

De uns anos pra cá, não bastar lançar um trailer, tem que lançar um teaser preparando o coração e a alma dos fãs, principalmente quando se trata de uma super produção envolvendo os populares super-heróis. E a Warner Bros. não está medindo esforços para transformar o lançamento desta nova prévia em um grande evento mundial. Nós adoramos e queremos mais!

Neste vídeo rapidinho de apenas 50 segundos, vemos o Superman indo ao encontro do Batman, que está acorrentado (provavelmente depois de uma luta com os aliados do Superman) e nada feliz! Não dá pra entender muito bem, mas eles estão provavelmente em uma zona de guerra. O Homem Morcego está usando quele uniforme “alternativo”, como se fosse militar. Resumindo tudo que consegui captar dessa cena: VAI ROLAR TRETA PESADA! O que é a cena do supinho arrancando a máscara do Batman? Mas será que o herói não está sendo controlado por algo ou alguém? Fica a dúvida no ar!

Assista:

O novo trailer será lançado no dia 2 de dezembro, na quarta-feira!

Batman vs Superman: A Origem da Justiça” é dirigido por Zack Snyder, com roteiro escrito por Chris Terrio. O elenco conta com Henry Cavill como Clark Kent; Ben Affleck como Bruce Wayne; Gal Gadot como Diana Prince; Amy Adams como Lois Lane; Laurence Fishburne como Parry White; e Jesse Eisenberg como Lex Luthor.

sera-que-ja-vimos-todas-as-surpresas-de-esquadrao-suicida-atraves-do-set-de-filmagens

Esquadrão Suicida” só estreia em agosto de 2016 (inclusive é um dos mais aguardados por todos os fãs de histórias em quadrinhos), mas a edição de dezembro da revista Empire já reservou nada mais nada menos que sua capa e várias páginas dedicadas ao filme. Não tem ninguém achando ruim, certo? Ainda mais que estamos naquela curiosidade para assistir mais cenas inéditas do longa, incluindo mais aparições do Coringa, interpretado por Jared Leto (que com certeza foi um dos nomes mais comentados do ano).

A edição ainda não foi lançada, mas um assinante que recebeu a revista antes de todo mundo resolveu liberar todas as imagens na internet. Você fez milhares de nerds muito felizes!

filme-esquadrao-suicida-revista-empire

Viola Davis, que só pelo primeiro trailer deu para perceber que está muitíssimo bem no papel da Agente Amanda Waler, é vista nesta imagem em uma reunião, provavelmente conversando sobre os criminosos que integram o Esquadrão Suicida. Tudo bem que o Coringa é o grande destaque deste filme, mas confesso que a Viola é um dos motivos pelos quais estou bastante ansioso por essa estreia em 2016. A mulher é sensacional, né? <3

filme-esquadrao-suicida-revista-empire2

Muita gente não coloca muito fé na atuação de Cara Delevingne (seu desempenho em “Cidades de Papel” não foi dos mais satisfatórios) e seu nome não é um dos mais lembrados do Esquadrão Suicida. No filme da DC Comics, a atriz (e também modelo) interpreta a maligna Encantadora (também conhecida como Magia), e apesar de não ser a preferida dos fãs, está sendo bravamente defendida pela equipe de produção do filme. Seu teste, por exemplo, foi fazer um monólogo de “Quem Tem Medo de Virginia Woolf?“. Bem complexo, não é?

Ela explicou em um programa de TV que quando fez sua audição, ainda não tinha um roteiro pronto e por isso foi surpreendida com esse pedido inusitado da produção do longa. Ainda não dá para tirar nenhuma conclusão sobre atuação – até porque ela mal aparece no primeiro trailer -, mas visualmente falando está incrível e as fotos dessa edição ficaram ótimas.

filme-esquadrao-suicida-revista-empire3filme-esquadrao-suicida-revista-empire4filme-esquadrao-suicida-revista-empire5

Não dá pra tirar conclusões precipitadas, mas, pelo menos em fotos, esse grupo parece ter muita química. Já estamos considerado pakas antes mesmo de conhecer! Hahaha!

filme-esquadrao-suicida-revista-empire6

Quem está roubando a cena antes mesmo da estreia é a Arlequina da Margot Robbie. Ela ganhou destaque no primeiro trailer e promete ainda mais aparições especiais ao longo da promoção do filme. Nós adoramos a ideia!


filme-esquadrao-suicida-revista-empire8

E por falar na Arlequina, olha a moça, ainda como Harleen Frances Quinze, conversando com o desequilibrado Coringa. Vale lembrar que eles se conhecem em Arkham. Lugar sombrio para o início de uma grande “história de amor”, não é?

filme-esquadrao-suicida-revista-empire10

E para encerrar, a capa da nova edição da Empire com o Coringa de Jared Leto. Medonho!

Will Smith (Pistoleiro), Margot Robbie (Arlequina), Jared Leto (Coringa), Jai Courtney (Capitão Bumerangue), Viola Davis (Amanda Waller), Adewale Akinnuoye-Agbaje (Crocodilo), Joel Kinnaman (Rick Flagg) e Cara Delevingne (Encantadora) integram o elenco. Dirigido por David Ayer, “Esquadrão Suicida” tem estreia marcada para o dia 4 de agosto de 2016.

george-miller-de-mad-max-pode-dirigir-a-continuacao-de-o-homem-de-aco

Apesar de meio mundo achar que “Batman Vs. Superman: A Origem da Justiça” é uma continuação direta de “O Homem de Aço“, lançado em 2013, temos que mandar a real e dizer os planos da Warner Bros. são outros. Digamos que seja meio a meio.

Não é uma continuação direta, mas é claro que o diretor Zack Snyder o idealizou originalmente dessa forma. Mas com o crescimento do longa, incluindo os novos super-heróis, é claro que ganharia vida própria, tornando-se o início de algo MUITO MAIOR, o Universo DC no cinema. E a continuação do primeiro e fantástico filme do Supinho? Calma, vou explicar!

Por enquanto não há nada oficializado, mas de acordo com os novos rumores do dia, a casa do Pernalonga e a DC estão planejando a segunda parte com um dos diretores mais prestigiados do cinema: ninguém menos que George Miller, o cara por trás de grandes sucessos do filme, incluindo toda a fabulosa franquia “Mad Max” (como vemos na imagem que abre o texto). A imprensa especializada dos Estados Unidos acredita que seja uma opção já que Snyder está bastante ocupado com “A Liga da Justiça 1 e 2“, James Wan focando sua atenção no filme solo do Aquaman, Ben Affleck na estreia solo do Batman e por aí vai…

Sem contar que Miller tem uma ÓTIMA relação com o estúdio. Neste ano, “Mad Max: Estrada de Fúria” faturou incríveis US$400 milhões em todo mundo. O diretor também já esteve envolvido com um projeto da DC e foi justamente com uma adaptação da Liga da Justiça, pena que não chegou a sair do papel.

Mas agora ele poderá ter a chance de trabalhar com os super-heróis. Eu acho a ideia ótima e vocês? Até a próxima!

12345... 11»