gravidade_02

gravidade_02

Nesta sexta-feira, dia 11, estreia o tão aguardado SCI-FI protagonizado pelos talentosos (e amigos) George Clooney e Sandra Bullock: Gravidade (Gravity).

Não é mais novidade que, há algum tempo, nossa querida Sandra Bullock decidiu deixar um pouco de lados os filmes de comédia romântica e investir em filmes mais diversificados, onde ela tem explorando cada vez mais seu talento. Um Sonho Possível e Tão Forte, Tão Perto são bons exemplos disso. Já George Clooney… bem, é George Clooney. Ator que dificilmente comete algum deslize na hora de escolher seus filmes. Mas o fato é que Gravidade se tornou um filme muito aguardado nos EUA, que teve sua estreia no ultimo dia 04, e em apenas 3 dias de exibição arrecadou 55 milhões de dólares, marcando o recorde de filme que teve melhor bilheteria no mês de outubro de toda a história dos EUA.

Veja o trailer:

Além de atrair a atenção dos cinéfilos, por que não da comunidade científica? Neil de Grasse Tyson, um dos físicos mais importantes do planeta (não é pouca coisa não), assistiu ao filme e o analisou como um bom cientista deve fazer.

Em seu perfil do Twitter, publicou vários tuítes intitulados: Mysteries of #Gravity, tratando alguns pontos específicos da produção. Entre suas “desconfianças”, ele se questionou por que a personagem de Bullock (que é uma médica) conserta um telescópio Hubble? Ele também quis saber por que o cabelo dela, em cenas de gravidade zero, não flutuou em sua cabeça. É, nem sempre tudo sai perfeito, né?

Mas calma, você não vai ver um filme cheio de furos! O próprio Neil foi ao Facebook mostrar todos os lados positivos do longa de Cuáron. E olha, o post ficou beeeem extenso! Se você manja de inglês e quer ficar por dentro de todos os detalhes, clique aqui e leia na íntegra.

Sobre o filme: Gravidade acompanha a Dra. Ryan Stone (Sandra Bullock), uma brilhante engenheira em sua primeira missão espacial, com o astronauta veterano Matt Kowalsky (George Clooney). Mas, durante um passeio espacial, aparentemente rotineiro, ocorre um acidente. A nave é destruída, deixando Stone e Kowalsky completamente sozinhos, dependendo um do outro em um ambiente de total escuridão. O silêncio ensurdecedor confirma que eles perderam qualquer ligação com a Terra e qualquer chance de resgate. Conforme o medo vai se tornando pânico, o oxigênio que resta vai sendo consumido desesperadamente. E, provavelmente, o único jeito de ir para casa seja encarar a imensidão assustadora do espaço.

Aos fãs de SCI-FI, George Clooney ou Sandra Bullock (ou dos três, por que não?!) vale ressaltar que o filme recebeu mais críticas positivas que negativas. Atuação de qualidade e emoção!

Livania Lima
@livania

Postado por Colaboradores Papo de Blogueiro